A descrição da primeira vez de um adolescente



A pele em contato com a sua, o coração tão rápido quanto a sua respiração, os olhos perdem o foco, você sente como se descargas elétricas percorressem seu corpo, seus dedos buscam contato, primeiro nos cabelos, depois nas maçãs do rosto, descendo carinhosamente ao pescoço, ali decide tocar seus lábios, você percebe o arrepio dela, linda, mas naquele momento maravilhosa, relutantemente cede aos seus carinhos, seu sentido do tato cada vez mais aguçado percebe cada centímetro da pele dessa mulher, cada sinal, cada textura, na sua cabeça um turbilhão de imagens, vozes, ou pensamento nenhum.
Quando a sua mão chega aos ombros, lentamente e nervosamente retirando a alça do vestido para o lado, o coração parece querer pular, sente o tremor quando pouco a pouco a vai se revelando a nudez daquela criatura incrível que está com você, vê o seio dela aparecendo, não é grande, gracioso a seu modo o bico rígido desperta sensações libidinosas nunca percebidas antes.
Novamente vem aquele impulso de beijar, como se a vida dependesse disso, a respiração acima de você acelera também, quase ao seu mesmo ritmo, seus lábios vão novamente ao encontro da boca dela, peito com peito o coração dela martela o seu, num movimento frenético.
Continua a dança, agora suas mãos lutam para recuperar o controle da situação e voltam ao vestido agora já na altura da cintura enquanto sua boca busca outro seio continua a despi-la é incrível, nunca desejou nos sonhos mais absurdos sentir-se assim, tão fora de si, como ao mesmo tempo sendo sincero com seu corpo, e sua alma.
Alguma coisa indescritível está para acontecer e sabe disso, como uma doença lhe arranca do corpo e tenta assistir a cena, ela está nua, como aquelas das pinturas de arte que vez por outra observa na TV, não é como nos filmes de qualquer conteúdo, é muito mais bela a realidade, não deve nada as deusas gregas a seus olhos, esta ali lhe olhando a mãe, a deusa, a prostituta, um ser que você nem imaginaria ter em teus braços, a pele não branca mas nem chega a ser morena, seios redondos e tentadores, a sua virgindade ali entre as pernas torneadas não como uma flor, como diriam os poetas, mas sim como nos seus dias mais pervertidos imaginara.
Sua mente volta a seu corpo, suor escorrendo da testa percorrendo seu abdômen e o dela junto, sussurra no ouvido dela se está pronta, ela de olhos fechados apenas balança a cabeça, com apenas uma coisa em mente retira seu short, cola ainda mais seu corpo no dela, sua sexualidade explodindo ao Maximo encontra a dela e a penetra, pela primeira vez deixa escapar um gemido, ela do mesmo jeito geme, de um modo mais contido o êxtase dos movimentos é imediatamente interrompido...
Abre os olhos e vê que está sentado em frente ao computador, o reprodutor de música toca um trecho de Roulette- system of a down- “I don't know, how I feel when I'm around you...” uma lágrima escorre pelo rosto e ele pensa assustado o porquê dessa lágrima (sentia certo orgulho ao dizer que não se lembrava da ultima vez que chorara), e porque esse pedaço do passado lhe veio tão subitamente agora, obviamente sem resposta, apenas salva o documento escrito.

P.S: O texto descrito realmente aconteceu,e é apenas para exorcizar uma lembrança.

10 comentários:

DuDa disse...

Bonito, bem escrito, adorei!

Anônimo disse...

Cara, muito bom,muito bem escrito e bem bonito (melhor ainda por ser real.
;-)

Roman Rise disse...

@DuDa
muito obrigado pelo elogio, é bom saber que alguem alem de mim mesmo gosta

@Anônimo
Agradeço muito o reconhecimento, sempre lia algo sobre o assunto mas nunca tinha achado que refletia a minha realidade, é bom saber que consegui transmitir a experiência
paz!

Anônimo disse...

Realmente bem escrito =] impressionante como expressa sensaçoes quase indiscritives pra quem n viveu o momento...
parabens...Ahhh eu sou outro anonimo :P AEuhaeUAEHUaEHAEU

Roman Rise disse...

@Anônimo[2]
Quem bom ter gostado, sinceramente foi dificil de escrever e ainda bem que acertei.

Anônimo disse...

afffs to com preguiça de ler

Raýanne disse...

Muito Shoow ameii,Nossa me arrepiei todiinha :)

Anônimo disse...

AMEIIIIIIIIIIIIII
vou ter a minha primeira vez hoje espero que seja assim :)

Anônimo disse...

Nooossa perferiito *-*

Michelle disse...

PARABENS ... Quee texto deslumbrante de lindo ..

Postar um comentário